Corretor de Imóveis, Smartphones e Tablets: Uma relação (que deve ser) perfeita no século 21

Que a tecnologia é fator determinante em qualquer área profissional, todo mundo já sabe. Que é inviável para o Corretor de Imóveis não ter seu nome veiculado na grande rede mundial de computadores, também. Entretanto, vivemos um momento em que apenas isso não é suficiente. O Corretor de Imóveis deve ter um conhecimento, pelo menos básico, de tudo que a tecnologia propicia às pessoas para estar conectado, na acepção da palavra.

Tablet_SmartphoneJá não é mais luxo ter um ou dois smartphones ou um tablet. Entretanto, muito mais difícil que ter estes aparelhos, é ter consciência do uso que deve-se fazer deles. A primeira grande dica é separar o profissional do pessoal. Usar um telefone para manter contato com amigos e familiares e outro para negociar com clientes é uma grande pedida. A segunda é perceber o que é mais viável. Mandar uma mensagem ou fazer uma ligação?

Hoje, com mensageiros instantâneos como o WhatsApp, detalhar imóveis, valores e detalhes de locação, compra e venda, se tornou muito mais prático do que realizar uma ligação. O Whats também permite uma grande diminuição do uso de e-mails para envio de imagens ou vídeos (entretanto, nunca deixar os e-mails de lado é mais que válido, pois existem clientes que não trocam o correio virtual por nada).

E se os smartphones auxiliam muito no contato entre Corretores e clientes, os tablets auxiliam muito na hora de elaborar conteúdos, gerenciar sistemas e fazer tudo que antes era possível apenas através de computadores ou notebooks. Ter um site ou blog não é mais mistério para ninguém! E hoje, administrar bancos de dados, já não é mais um bicho de sete cabeças como era quando só existia o Excel.

Portanto, Corretor, não fique para trás! Aproveite a imensa gama de oportunidades que a tecnologia lhe oferece para se manter cada vez mais próximo do seu cliente. Hoje, a prospecção de clientes não está mais fadada a ser realizada na rua. Portanto, saiba como atraí-lo neste mundo virtual. Já dizia Steve Jobs: “A Tecnologia Move o Mundo”. Use tudo que a tecnologia lhe permitir, e mova o mundo dos seus clientes para próximo de você.

Realização: IBREPTEC – Setor de Tecnologia Educacional do IBREP

Anúncios

Você sabe qual é a função do CRECI?

Existem dois órgãos que regulamentam o exercício da profissão do Corretor de Imóveis. O primeiro deles é o COFECI – Conselho Federal dos Corretores de Imóveis, e o segundo é o CRECI – Conselho Regional dos Corretores de Imóveis, que compõem o sistema COFECI-CRECI. Ambos têm uma relação de grande proximidade, e sua especial importância. O COFECI tem sede no Distrito Federal, e tem 25 CRECIs espalhados nas principais cidades dos estados brasileiros.logocreci

Os CRECIS e sua função disciplinadora

Segundo o artigo 5° da Lei 6.530/78, CRECIs “são órgãos de disciplina e fiscalização do exercício da profissão de Corretor de Imóveis, constituído em autarquia, dotada de personalidade jurídica de direito público, vinculada ao Ministério do Trabalho, com autonomia administrativa, operacional e financeira.”. Isso significa, portanto, que o CRECI é o órgão responsável por verificar se os Corretores estão agindo de acordo com o que a constituição prega.

Segundo a advogada Regina Melo Silva, o Corretor de Imóveis pode ser responsabilizado por ações e omissões que possam vir a causar prejuízos a clientes ou terceiros. “O Corretor deve seguir as normas da responsabilidade profissional, que se divide em Responsabilidade Civil, Penal e Disciplinar”, disse. Estas esferas, segundo ela, são independentes uma das outras, e cada uma tem suas variantes.

Um exemplo prático, de acordo com Regina, é o que descreve o artigo 186 do código civil. “Aquele que por ação ou omissão voluntária, negligência ou imprudência, violar direito e causar dano a outrem, ainda que exclusivamente moral, comete ato ilícito”. E ato ilícito pode ser considerada crime. “Provada a culpa do Corretor de Imóveis, pode ser condenado a reparar os danos que ocasionou.”

Regina explicou que o CRECI é responsável por avaliar a responsabilidade disciplinar dos Corretores. “O corretor de imóveis pode ser punido pelo seu órgão de classe (CRECI) quando infringir as normas contidas no seu estatuto, podendo sofrer sanções, como advertência verbal, censura, suspensão e até cancelamento da sua inscrição”. Ela alerta que esta é a razão principal para o Corretor ser licenciado pelo CRECI, a partir de uma qualificação de qualidade. “Do contrário, poderia colocar-se em risco o patrimônio alheio”, encerrou.

Realização: IBREPTEC – Setor de Tecnologia Educacional do IBREP

Guilherme Machado: de vendedor de cosméticos a Palestrante Imobiliário

O Blog do IBREP realizou um bate-papo exclusivo com o palestrante Guilherme Machado, Corretor de Imóveis que trabalha com palestras de capacitação e treinamento para Corretores de Imóveis e profissionais de venda e comércio por todo o Brasil. Conhecemos um pouco da história de Guilherme, um verdadeiro exemplo de como um Corretor de Imóveis deve se portar. Guilherme ingressou na carreira de vendas há mais de 20 anos, mas não foi no mercado Imobiliário que ele deu seus primeiros passos.

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

“Comecei minha carreira em vendas há mais de 20 anos, como vendedor de cosméticos. Porém, a empresa que eu trabalhava faliu e estimulado por um tio, eu cheguei ao mercado imobiliário”, relatou. Na verdade, o sonho de Guilherme não era ser Corretor de Imóveis. “Esta não foi uma profissão que eu em princípio escolhi, eu caí de paraquedas no mercado, como um trabalho provisório até que algo melhor aparecesse”, revelou.

Com o tempo, entretanto, Guilherme passou a se descobrir na profissão, na qual já atua há 17 anos. “Á medida que eu fui conhecendo e me envolvendo com o mercado imobiliário, eu aprendi o que era ser de fato corretor de imóveis”, assumiu. Esta paixão, inclusive, foi o que lhe inspirou a fazer uma tatuagem. “Com o tempo, me apaixonei pela profissão, tanto que tenho tatuado no braço a frase “amo ser corretor”.

A transição para palestrante

Guilherme já passou por diversas áreas do mercado Imobiliário. Já atuou num salão de vendas, como gerente, diretor executivo e sócio de uma das grandes imobiliárias do Espírito Santo, estado onde nasceu. No papel de gerente, passou a ministrar treinamentos oferecidos pela empresa, e foi a partir deles que Guilherme passou a perceber que aquilo se transformaria num grande programa de capacitação imobiliária.

“E estes treinamentos eram diferenciados, pois falavam diretamente das principais deficiências dos corretores de imóveis e como superá-las, e deu tão certo que nós ficamos conhecidos como uma universidade para os corretores, pois os nossos profissionais eram realmente diferenciados”, contou orgulhoso. “Fui aprimorando as minhas técnicas, os meus métodos de ensino e, em janeiro de 2012, eu entendi que era com este foco que eu queria trabalhar”, completou.

Foi, desta maneira, que Guilherme decidiu migrar da imobiliária onde trabalhava e se tornar um empresário independente. “Sai da sociedade na imobiliária e abri a minha empresa, Palestrante Guilherme Machado e desde então tenho me dedicado ao desenvolvimento profissional na área de vendas, sobretudo, no mercado imobiliário, com treinamentos, palestras, cursos online, vídeos, coach, livros”, detalhou.

Como palestrante, Guilherme voltou a encontrar a sua realização profissional, e assumiu como um propósito de vida defender o desenvolvimento e a valorização do profissional da corretagem de imóveis. “Isso para mim está muito além de um trabalho como um palestrante, é um sonho do qual eu não abro mão”, afirmou. “É também uma grande responsabilidade, por isso, sou um incansável na busca do meu aprimoramento”, enfatizou.

Foco nas palestras e movimento “Quebre as Regras”

Segundo Guilherme, Sucesso é uma questão de decisão e atitude. “Não adianta simplesmente desejar ser bem sucedido e não fazer nada para isso”, categorizou. “Não basta decidir ter sucesso e não estar disposto a mudar, a questionar os seus padrões e convicções. Esta decisão requer encarar a corretagem imobiliária como de fato uma carreira, uma profissão e não um trabalho passageiro ou um bico”, definiu.

Foto: Arquivo Pessoal
Foto: Arquivo Pessoal

Além disso, Guilherme frisou que a mudança só fará sentido caso exista qualificação, planejamento e compreensão do papel do Corretor de Imóveis. “Esta decisão envolve, ainda, a busca constante pela qualificação, pelo planejamento, pelo real entendimento do seu papel enquanto profissional, pela renúncia das coisas que afastam os corretores de seus os objetivos e, sobretudo, de uma prática diferenciada”, continuou.

Guilherme voltou a defender a mudança de atitude como um dos segredos do sucesso. “Eu costumo dizer que saber fazer e não fazer algo é a mesma coisa que não saber. Logo, a decisão de ser um sucesso requer um comprometimento com a mudança”. Mudança e revolução caminham juntos. Pensando nisso, Guilherme criou o movimento “Quebre as Regras”, de grande sucesso em suas palestras e nas redes sociais.

“O Quebra as Regras é uma onda de revolução e provocação de novos comportamentos que tem levado os profissionais que desejam fazer algo diferente em sua carreira a melhor compreender que é urgente ter atitudes de mudanças, diferenciando-se da média”, definiu. “E eu criei este movimento com o intuito de impactar o mercado, de fazer os profissionais enxergarem de forma consciente que para ter resultados diferentes é preciso ter também atitudes diferentes”, detalhou.

Redes sociais, tecnologia e visibilidade

Guilherme afirmou que a ascensão de sua visibilidade profissional se deu, principalmente, devido às suas atividades no mundo virtual. “Tudo isso foi possível devido a um forte posicionamento digital construído por meio de estratégias como o canal no youtube (http://bit.ly/1JqmjG1) com mais de 1 milhão de visualizações e mais de 370 vídeos disponibilizados gratuitamente para mais de 23 mil assinantes”, exemplificou.

ENTREVISTA-GUILHERME2
Foto: Arquivo Pessoal

“Também conto com um perfil no Instagram com mais de 33 mil seguidores e uma fanpage com mais de 64 mil curtidas, sem falar do blog (http://bit.ly/1LYPe77) onde publico artigos inéditos semanalmente”, revelou. Guilherme tem também um grupo no WhatsApp, no qual mantém cerca de 4000 membros, todos Corretores de Imóveis.  E não para por aí. Guilherme explicou, também, que o movimento Quebra-Regras tem um espaço só para ele.

“Vale destacar também o projeto Academia Quebra-Regras, maior complexo de conteúdo autoral e gratuito voltado especificamente para o mercado imobiliário (http://bit.ly/1JlkExz)”. Fechando a coletânea de conteúdos online, Guilherme lançou um e-book voltado ao mercado imobiliário. É o Periscope aplicado ao mercado imobiliário, que pode ser encontrado pelo link http://bit.ly/1P6Exhc. Segundo Guilherme, o e-book já teve mais de cinco mil downloads.

Guilherme apontou que os números contabilizados acima são importantes por duas razões. “Eles aumentam exponencialmente a cada dia e nos consolidam como autoridade em engajamento e visibilidade e um dos mais relevantes produtores de conteúdo no ambiente digital para o mercado de vendas, e são utilizados pela nossa equipe para interpretar comportamentos e descobrir novas tendências no mercado imobiliário brasileiro”.

Tudo isso, segundo Guilherme, é agregado em seus treinamentos como diferencial competitivo. “Estas são algumas das estratégias vitais para o meu trabalho e que são possíveis graças aos avanços tecnológicos, a maior acessibilidade à internet e a popularização das redes sociais. Portanto, este suporte tecnológico está diretamente ligado à evolução do meu trabalho e dos meus resultados”, finalizou.

Realização: IBREPTEC – Setor de Tecnologia Educacional do IBREP