Como ser corretor em home office

Trabalhar em casa é o sonho de muitos e, cada vez mais, uma realidade no país. A prática pode ser adotada em diversos setores – inclusive no mercado imobiliário.

Segundo a pesquisa Home Office Brasil 2016, 37% das empresas adotam essa modalidade de trabalho. Os resultados são positivos: essas empresas revelaram que o trabalho em home office gerou aumento de produtividade e de satisfação dos colaboradores

Para os corretores de imóveis, abraçar o trabalho home office é uma possibilidade promissora. Com foco e a ajuda das ferramentas certas, realizar as atividades rotineiras sem sair de casa pode ser tão proveitoso quanto no escritório.

Quer começar a trabalhar em casa? Confira nossas dicas!

Reserve um espaço para trabalhar

Home office não é bagunça. É preciso ter muita concentração e disciplina para conseguir separar as atividades profissionais da rotina de casa e da família. Ter um espaço reservado para trabalhar ajuda muito a conquistar esse equilíbrio.

Separe um cantinho com mesa, cadeira, computador e telefone para ficar livre de distrações. E nada de trabalhar na cama!

Defina seus horários

Quem trabalha em casa costuma enfrentar dois tipos de problema: trabalhar demais ou trabalhar de menos. Ainda que a flexibilidade de horário seja uma das grandes vantagens do home office, para conseguir uma rotina saudável, é fundamental definir alguns pontos.

Programe-se para começar a trabalhar sempre na mesma hora e estipule também um horário para encerrar as atividades. Selecionar horários para o almoço e pausas durante o dia também é importante – tanto para que você não se esqueça de comer quanto para não acabar fazendo paradas muito longas.

Aposte em estratégias online

Independente de onde você trabalhe, uma coisa não pode faltar: os clientes. Apostar em estratégias de marketing digital é uma excelente aposta para captar novos clientes e divulgar o seu trabalho. Fazer uso de e-mail marketing e estar presente nas redes sociais deve fazer parte da rotina de qualquer corretor – especialmente daqueles que trabalham em casa.

Para comunicar-se com o cliente, use e abuse de telefonemas, WhatsApp, e-mail e Skype. Assim, você consegue passar informações mesmo sem marcar encontros presenciais, o que otimiza tanto o seu tempo quanto o do consumidor.

Encontre um lugar para reuniões

Embora a tecnologia contribua muito para estabelecer uma comunicação próxima e eficiente, às vezes é necessário interagir com o cliente cara a cara – seja para fechar um negócio ou para passar maior segurança.

Nesse caso, o corretor que faz home office não precisa convidar o cliente para visitar sua casa. Cafés e espaços de coworking são alternativas interessantes para receber os clientes.

Home office não elimina o trabalho de campo

Para o corretor de imóveis, trabalhar em home office não significa o fim do trabalho de campo: visitas a imóveis não deixam de ser necessárias. Não deixe de organizar sua rotina para conseguir realizar atendimentos a clientes fora de casa, visitar imóveis e fotografar novos locais para fazer os anúncios.

Organização é a chave

Manter tudo isso organizado é a chave para conseguir ser produtivo no trabalho em home office. Para tanto, invista em diferentes ferramentas de organização e descubra o que funciona melhor para você.

É possível apostar em agendas, planners, calendários, listas diárias de tarefas a serem cumpridas. Além disso, é possível encontrar sites e aplicativos que ajudam nessa organização: o Google Agenda, por exemplo, pode ser uma boa maneira de manter os compromissos sempre organizados.

Prepare-se e bom trabalho!

Referência: Chaves na mão

Encante seu cliente na apresentação do imóvel

Na hora de apresentar um imóvel sempre bate um friozinho na barriga. Aquela sensação de oportunidade à vista, que desafia alguns, mas assusta outros principalmente quem ainda não desenvolveu as habilidades de comunicação. Para alcançar a excelência durante a demonstração de um imóvel, existem algumas técnicas que podem ajudar a conduzir a etapa.

O primeiro passo, para encantar o cliente durante a apresentação começa antes mesmo da visita ao plantão. Os corretores que obtêm sucesso são aqueles que conhecem o empreendimento como conhecem o caminho de casa. Muitos profissionais acabam se informando apenas por folders, sem visitar o local com antecedência. Às vezes, tem até as mesmas informações do cliente, que hoje utilizam a internet para se informar antes de visitar um stand.

Outra dica importante que pode fazer a diferença é conhecer a região do imóvel. Segundo pesquisas, especialistas em análise do mercado imobiliário, a localização é o fator determinante para 43% dos compradores de imóveis. Diante disso, quanto mais o corretor conhecer o bairro, as ruas e os estabelecimentos próximos ao empreendimento, maiores serão as chances de encantar o cliente.

Partindo para a apresentação do imóvel, existem alguns detalhes que são fundamentais para que o cliente sinta-se à vontade. Em primeiro lugar, não seja tão técnico ou impessoal. Procure mostrar na prática o que o cliente ganhará de benefícios com cada característica do empreendimento. Se o hall de entrada tiver um acabamento notável, valorize o design, a arquitetura e o ambiente aconchegante.

Muitos corretores homens tem dúvidas sobre como se portar quando o cliente for casado e estiver acompanhado de sua esposa. Em geral, é interessante se portar sempre ao marido, em sinal de respeito, pois muitos clientes podem sentir ciúmes, ainda que a sua intenção seja apenas ajudar o casal. Mas, nada impede que você tire as dúvidas da esposa e interaja com ela em alguns momentos, até porque ela também é peça chave durante a escolha. Se o cliente estiver acompanhado dos filhos, envolva-os na apresentação da mesma maneira e deixe-os à vontade.

Em um mercado tão competitivo quanto o imobiliário, qualquer detalhe pode fazer a diferença. Por isso, utilize de todas as ferramentas que puder para que o cliente sinta que você é o corretor certo para se comprar um imóvel. Lembre-se de valorizar as vantagens do empreendimento, citando os benefícios e não apenas as características da propriedade. Assim, você estará muito mais próximo de ajudar seu cliente a realizar seu maior sonho.

Conte conosco para esse sucesso, faça os curso da IBREP e se destaque no mercado imobiliário!

Referência: Manual do Corretor

Bons motivos para se tornar um corretor de imóveis

Ser corretor de imóveis é participar de um ramo consolidado, maduro e cheio de oportunidades de crescimento. Apesar das incertezas sobre o momento econômico que vive o Brasil, ser corretor de imóveis continua valendo muito a pena para profissionais que colocam qualidade no que fazem e buscam atualização constante.

Pensando nisso nós da IBREP separamos 10 motivos suficientes para você ter certeza de que pode se tornar um bom corretor de imóveis e se realizar profissionalmente. Confira:

  1. Construir uma carreira sólida

Ser corretor de imóveis é também uma grande oportunidade de desenvolver uma carreira profissional. Um corretor de destaque, com noção de gestão de pessoas e visão de negócios, pode ser promovido a coordenador e, com algum sucesso, pode se tornar gerente de equipe. A evolução constante e o aperfeiçoamento podem levá-lo até mesmo a se tornar diretor na área comercial ou ingressar em outras áreas de suporte em uma empresa do ramo imobiliário

  1. Ter bons ganhos financeiros

Um dos principais atrativos para quem busca ser corretor de imóveis é o ganho financeiro. Um corretor de sucesso chega a receber de 30% a 40% da comissão de uma empresa imobiliária. Já os corretores independentes, que trabalham sem vínculos com imobiliárias, chegam a receber até 6% de comissão sobre valor de uma venda, o que determina um retorno financeiro bastante atrativo.

  1. Flexibilidade de tempo

Se você busca trabalhar em horário alternativos e ter uma agenda mais flexível,  o trabalho de corretor de imóveis é uma ótima opção. Mas não se iluda, o trabalho como corretor de imóveis vai te manter bastante ocupado, principalmente quando aumentar suas prospecções. A vantagem aqui é que você vai conseguir montar sua própria agenda.

  1. Aumentar seus conhecimentos técnicos

Intermediar a negociação de compra e venda de um imóvel é apenas uma parte do trabalho de um corretor. O corretor de imóveis precisa entender de área jurídica, mercado financeiro, marketing, tecnologia, economia e mais um monte de informações técnicas que envolvem a venda ou o aluguel de um imóvel – o que determina um constante aprendizado. Existem diversos canais gratuitos onde você pode se atualizar de forma simples e rápida, para se diferenciar de outros profissionais e se tornar mais qualificado para atender seus clientes.

  1. Ampliar sua cultura geral

O sucesso de uma negociação muitas vezes está nos detalhes. Se você possui conhecimento sobre a cidade ou sobre o bairro em que pretende atuar, isto é um fator relevante que deve ser levado em conta ao optar pela profissão. De tanto conversar, trocar idéias e informações, aos poucos sua cultura geral vai aumentar.

  1. Não existe idade ideal para ingressar na carreira

Sua idade não é um problema para trabalhar como corretor de imóveis. Assim como as construtoras e incorporadoras buscam atender a diversos públicos nos seus projetos, sempre vai haver um nicho do mercado que atenderá ao seu perfil.

  1. Estar sempre motivado

De vez em quando, todos precisamos de apoio ou de uma leitura motivacional para realizar nosso trabalho. Mas se você acorda todos os dias com aquela vontade de vencer,  a corretagem foi feita para você! Esta é uma profissão que dá pequenas vitórias todos os dias para quem a exerce, de um novo contato a mais um fechamento!

  1. Criar uma rede de contatos

Conhecer pessoas novas, todos os dias. O corretor de imóveis precisa buscar  a troca de informações entre pessoas e saber entender o perfil das famílias. Se você que gosta e compreende este processo, possui grande chance de sucesso nesta profissão. Sua rede de contatos será enorme atuando como corretor de imóveis: clientes, prospects, colegas corretores, proprietários de imobiliária, colaboradores de incorporadoras e muitos outros.

  1. Conquistar satisfação pessoal

Ajudar alguém a encontrar a casa de seus sonhos é uma realização única para o corretor de imóveis. Este é um profissional que acumula muitas histórias emocionantes ao longo de sua trajetória e certamente é reconhecido por isso. O corretor que experimenta esta sensação dificilmente desiste da profissão, ao contrário, faz dela sua nova missão.

  1. Escolher onde trabalhar

Um bom corretor de imóveis pode escolher tanto o nicho em que deseja atuar (imóveis prontos lançamentos,  locação, administração ou captação) quanto a empresa imobiliária que mais combine com ele. Encontre uma imobiliária cujos valores aproximem-se daqueles que você mais acredita e boa sorte!

Conte conosco para esse sucesso, faça os curso da IBREP e se destaque no mercado imobiliário!

Referência: Revista Veja

Curso de Judicialização da Saúde

Objetivo: Este curso foi desenvolvido pela ESMAFESC – Escola Superior da Magistratura Federal de Santa Catarina, em parceria com o IBREP. Trata do protagonismo do Poder Judiciário, o papel do CNJ na Judicialização da Saúde, bem como a relação entre Direito e Saúde e, ainda, sobre o futuro da Judicialização da Saúde.

Autor: Dr. Clenio Jair Schulze
Juiz Federal. Foi Juiz Auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça – CNJ e Coordenador do Fórum Nacional da Saúde do CNJ (2013/2014). É coautor do livro “Direito à Saúde – Análise à luz da judicialização”. Escreve na coluna “Direito à Saúde” no site http://www.emporiododireito.com.br. Membro do Comitê Executivo do Fórum Nacional da Saúde do CNJ, em Santa Catarina. Professor da Escola da Magistratura Federal de Santa Catarina – ESMAFESC. Mestre em Ciência Jurídica.

Carga horária: 30 horas.
Duração do Curso: 30 dias.

Como iniciar bem no mercado imobiliário

Começar um novo negócio ou atuar em uma nova profissão nem sempre é uma das coisas mais fáceis de se fazer, existem uma série de questões que você precisa levar em consideração para alcançar seus objetivos. Quando se é iniciante, é normal deixar algumas ações necessárias passarem despercebidas e depois não saber o porque de não ter conseguido alcançar certas metas dentro do ambiente profissional.

Quando se trabalha com imóveis, você precisa estar ciente que, além de precisar concluir ao menos o curso de Técnico em Transações Imobiliárias para poder retirar o registro CRECI (Conselho Regional de Corretores de Imóveis), você vai atuar como intermediário entre o vendedor e o comprador, e que isso não é uma das tarefas mais simples dessa atividade.

Diante disso, separamos algumas dicas para você não ficar perdido no ramo, e conseguir ingressar no mercado bem preparado. Confira:

Confiança

Estando em uma profissão que se trata de vender e alugar espaços, você precisa demonstrar segurança na sua palavra, para que seu cliente não fique inseguro na hora de fechar negócio, pois seu sucesso na venda depende da sua postura na hora de apresentar os imóveis, e do seu diálogo com o comprador.

Conhecimento

Procure sempre aprimorar seus conhecimentos, além do curso técnico básico, busque participar de palestras, seminários, eventos, feiras, salões imobiliários, bate-papos com outros profissionais do ramo, e todo tipo de programação que você puder se incluir para somar experiência profissional.

Escute o Cliente

Deixar o cliente expressar suas opiniões na hora de oferecer um imóvel é extremamente necessário, o fato de certos corretores falarem demais, muitas vezes pode acabar sufocando os clientes e os levando à desistência, por isso é sempre bom falar menos e ouvir mais, pois assim você vai abrir espaço para entender os reais desejos do seu cliente e saber o imóvel que mais supre suas necessidades.

Redes Sociais

A internet é um meio de comunicação muito amplo que pode ser usada como ferramenta essencial para adquirir clientes, ter um site imobiliário e estar ativo nas redes sociais, é uma ótima maneira de mostrar seu trabalho e expandir a acessibilidade para pessoas interessadas na compra e venda de imóveis.

Marketing Pessoal

Ter uma boa imagem desde a primeira impressão para com os seus clientes é essencial, além de ser uma maneira eficaz do corretor ganhar confiança e apreço, estar bem vestido e ter um bom vocabulário, fala muito sobre você, e é de suma importância na hora de atuar nesse ramo que você transmita seriedade e comprometimento com o seu trabalho.

Pensar em como se apresentar, não só pessoalmente, mas em forma de cartões de visitas, e em sites e redes sociais, são ações que causam impacto positivo nos seus atuais e futuros clientes, e consolida uma imagem forte comparado a seus concorrentes.

Postura Profissional 

Manter os princípios éticos e seus valores na sua área de atuação são quesitos que não podem de maneira alguma serem colocados em segundo plano, até porque, além de existirem punições no Código Civil para corretores que omitem informações aos seus clientes, toda ação ilegal e antiética que você propagar refletirá diretamente à sua imagem tanto profissional como pessoal, correndo o risco de perder toda credibilidade e confiança de seus clientes.

Curso de Educação Financeira

Objetivo: Este curso tem por objetivo despertar  habilidades em controlar o dinheiro e o orçamento, ainda que em tempos de crise, sem comprometer a qualidade de vida e o bem-estar.
Desenvolvido em parceria entre a FACISC – Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina, o Instituto Stringhini e o IBREP, o curso Educação Financeira possui um material atualizado e instrutivo, com informações e métodos fáceis e dinâmicos, que irão ajudar você a conquistar a tão sonhada autonomia sobre as suas finanças.
Carga horária: 30 horas.
Duração do Curso: 30 dias.

Como investir corretamente no mercado imobiliário.

clube-dos-corretores

O mercado imobiliário é um ramo repleto de opções, porém na hora de investir é necessário tomar o máximo de cuidado e analisar todas as possibilidades antes de arriscar. Por isso o IBREP separou algumas dicas para você se tranquilizar e se sentir seguro quando o assunto for investimento.

Primeiramente se deve analisar o cenário econômico e financeiro, prestando atenção nos clientes mais apropriados para fechar uma compra, além disso, é muito importante estar por dentro do mercado para saber o que está em alta no meio dos clientes, como por exemplo, nessa época de crise, cai muito a procura pela compra de imóveis, porém aumenta a busca por aluguéis, saiba aproveitar tais oportunidades.

É importante procurar saber informações sobre o meio específico que você procura investir, porque por mais que o mercado possa estar estagnado visto de maneira geral, podem existir alguns pontos com grande movimentação de procura em certos lugares, diante disso preste atenção onde é mais propício investir.

Encontrar lugares com baixa procura, porém com grande potencial, pode ser muito benéfico para seus investimentos, pois valorizar um espaço que tem boas expectativas de crescimento, também pode ser uma boa jogada para sair na frente da concorrência e com grandes chances de lucrar.

Visar a liquidez dos imóveis e pesquisar sobre a busca e o tipo de cliente é um quesito que se deve destacar, para isso é necessário saber a saída das moradias de mais valor, e as necessidades de seus compradores, para que assim você possa ficar de olho quando surge algo que possa lhes interessar.

Além disso, na hora de investir tenha cautela para não se precipitar na escolha do imóvel, tenha sempre em mente que valores tangíveis devem ser comparados com as reais qualidades do lugar, para saber se vale ou não a pena investir, existem imóveis muito baratos aparentemente, que acabam tendo um valor intangível maior do que outros espaços que custam mais, e assim vice e versa, por isso tenha responsabilidade na hora de decidir para onde vai seu investimento.